Adicionar aos favoritos
Indique nosso site
 
Curiosidade
 
O ?ltimo Cap?tulo Depois da A??o do Homem

O último Capítulo

Depois da Ação do Homem 

1- No princípio era a Terra e esta tinha forma e beleza. E o homem habitava as campinas e vales da Terra. E disse o homem: “Edifiquemos prédios neste belo lugar.” E construiu cidades e encheu a Terra com aço e concreto. E as campinas desapareceram.

E viu o homem que isso era bom. 

2- No segundo dia, o homem olhou as águas da Terra. E disse: “Joguemos nossos refugos nas águas para acabar com o lixo.” E assim fez o homem. E as águas se tornaram poluídas e seu odor fétido.

E viu o homem que isso era bom. 

3- No terceiro dia, o homem olhou as florestas da Terra e viu que eram exuberantes. E disse: “Serremos madeiras para as nossas casas e cortemos lenha para nosso uso.” Assim fez o homem. E as árvores desapareceram e a Terra se tornou árida.

E viu o homem que isso era bom. 

4- No quarto dia o homem viu que os animais corriam livremente pelos campos e brincavam ao Sol.

E disse: “Enjaulemos os animais para nosso divertimento e matemo-los por esporte.”

E assim fez o homem. E não havia mais animais sobre a face da Terra.

E viu o homem que isso era bom. 

5- No quinto dia, o homem respirou o ar da Terra. E disse: “Espalhemos nosso detritos pelo ar, pois ou ventos os dissiparão.”

E assim fez o homem. E o ar se impregnou de fumo e gases que não podiam ser eliminados.

A atmosfera se tornou pesada com a fumaça que sufocava e ardia.

E viu o homem que isso era bom. 

6- No sexto dia o homem olhou o próprio homem. E ouvindo as muitas línguas e vendo as diferenças raciais, temeu e sentiu ódio. E disse: “Façamos grandes máquinas para destruir a estes, antes que nos destruam.”

E construiu enormes máquinas e a Terra foi convulsionada com a fúria das grandes guerras.

E viu o homem que isso era bom.

7- No sétimo dia, havendo o homem terminado toda a sua obra, descansou.

E a Terra estava silenciosa e vazia, pois já o homem não habitava sobra a face da Terra.

E isto não era bom.

                       Adaptação

Que o Altíssimo nos Abençoe.