Adicionar aos favoritos
Indique nosso site
 
A Lei do Altíssimo
 
A Lei e a Gra?a...



Lei e graça muitos têm procurado justificar-se na graça, sem obediência à lei. Como podemos viver na graça sem o Conhecimento: da lei em: 1ª João. 3:4 diz "Todo aquele que pratica o pecado também transgride a lei, porque o pecado é a transgressão da lei".” Logo a lei revela o pecado. "O que desvia o seu ouvido de ouvir a lei até a sua oração será abominável." Provérbios 28:9.” Sabemos que o Eterno não atende a pecadores; mas, pelo contrário, se alguém teme ao Eterno e pratica a sua vontade, a este ele atende”. João 9:31.
Porque povo rebelde é este, filhos mentirosos, filhos que não querem ouvir a lei do Altíssimo”. Isaías 30:9.
Porque os simples ouvidores da lei não são justos diante do Eterno, mais o que praticam a lei hão de ser justificados” Romanos 2:13

A graça, por exemplo, não manda guardar os mandamentos, preceitos, estatutos e juízos. Por quê? Porque isto é trabalho da lei é a lei que diz em Êxodo 20:1, 2, 3 a 17. “Então falou o eterno todas estas palavras: Eu sou o Altíssimo, teu Eterno, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão.” Êxodo 20:3” Não terás outros diante de mim”. Êxodo 20:4, 5 e 6 “ "Não farás para ti imagem de escultura nem semelhança alguma do que há encima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra.."
Êxodo 20:7 Não tomarás o nome do Altíssimo teu Eterno, em vão
Êxodo
20:8 a 11 "Lembra-te do sétimo dia, para o santificar. Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o descanso do Altíssimo, teu Eterno; não farás nenhum trabalho, nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o forasteiro das tuas portas para dentro; porque em seis dias, fez o Altíssimo os céus e a terra, o mar e tudo que neles há e, ao sétimo dia, descansou; por isso, o Altíssimo abençoou o dia sétimo e o santificou."

Êxodo 20:12” Honra teu pai e tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Altíssimo teu Eterno te dá.” Êxodo 20:13” Não matarás, “
Êxodo 20:14” Não adulteraras,” Êxodo 20:15” Não furtarás”
Êxodo 20:16 “ Não dirás falso testemunho contra o teu próximo” Êxodo 20:17 “Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a casa do teu próximo nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento nem coisa alguma que pertença ao teu próximo.”
 
Em Romanos 2:13 é bem claro... “ Os que praticam a lei hão de ser justificados”
Para os opositores da lei esta justificação é só a graça. Não precisa obedecer a lei fica esquisito muito esquisito. Para que eu tenha direito à graça eu tenho que confirmar a fé.Veja o que diz em Romanos 3:31. “Anulamos, pois, a lei pela fé? Não, de maneira nenhuma! Antes, confirmamos a lei.” Entre a lei do Altíssimo está o quarto mandamento tão desprezado pelo povo que diz viver na graça. O quarto mandamento é o sinal entre Altíssimo e o seu povo. Veja Ezequiel 20:12,20 O quarto mandamento da lei foi dado para o homem descansar. Compare Êxodo 20:11 com
Apocalipse 14:7 “( ...Temei ao Altíssimo e dai-lhe glória pois é chegada a hora do seu
juízo; e adorai aquele que fez o céu,e a terra,e o mar,e as fontes das águas vivas).
“ Irou-se o dragão contra a mulher e foi pelejar com o restante da sua descendência, os que guardam os mandamentos do Eterno e têm o testemunho de Cristo.”
Apocalipse” 12:17. O dragão, conhecido como Satanás, juntamente com o povo que viola a lei do Eterno andam irados contra o povo do Altíssimo, que andam de acordo com Isaías 8:20. Que diz: “À lei e ao testemunho! Se eles não falarem desta maneira, jamais verão a alva.” O que é lei? Lei é o espelho da alma, a graça é a água da vida; pois o pecado é como a sujeira. Sem lei, como saberemos que pecamos? se pecado é a transgressão da lei, logo, a lei aponta o transgressor.

Que olha no espelho vê a sujeira, apontado pela lei, e sente-se distante da graça.
Arrependido confessa e abandona o pecado e volta a desfrutar da graça. Lembre-se: Lei e graça andam sempre juntas. Elas são as nossas duas testemunhas.
Não estamos falando de Apocalipse 11:03 a 14 . Nem, Zacarias. 4:1 a 14.
A lei aponta o pecado.O pecador confessa o seu pecado e abandona, e a graça acolhe (justifica).
I João 2:3,4.” Diz:“Ora sabemos que o temos conhecido por isto: Se guardamos os seus
Mandamentos. Aquele que diz: Eu o conheço e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade”. Os mandamentos do Altíssimos são santos.
Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos do Altíssimo e a fé de Cristo”. Apocalipse 14:12.

João1: 17 Este versículo chamou-me muita atenção; Vejamos o que ele diz.
“Porque a lei foi dada por Moisés, a graça e a verdade vieram por Cristo.” João1: 17. Vamos entender o que é lei: A lei foi dada por Moisés ah! Sim a que ele recebeu no monte Sinai, escrita pelo dedo do Altíssimo? Então esta lei não era de Moisés e sim a lei do Altíssimo entregue a Moisés. Vamos entender o que é graça: A graça e a verdade vieram por Cristo.
Vejamos o que é graça: Graça é um favor não merecido. No livro de Efésios 2:5: diz: “E estando nós, mortos em nossos delitos.” (delito é transgressão da lei I João 3:4). Nos deu a vida juntamente com Cristo, - pela graça sois salvos”. Efésios 2:5 Efésios 2:8 a 10

Muito bem, falamos da lei de Moisés, falamos de graça que veio por Cristo.

Agora está faltando falar da verdade, que verdade? Veja o que diz em João 1:17 Cristo é a graça que já falamos. E a verdade, que Cristo trouxe?
Esta verdade é a lei do próprio Altíssimo Salmo 119:142 “A tua justiça é justiça eterna e a tua lei é a própria verdade”.

Salmo 119:126 salmo 119:136 salmo 119:172 salmo 19:7


(Comentário da irmã Lêda)

A harmonia perfeita.
Estando em harmonia com a graça, ela se torna a “lei perfeita, lei da liberdade”. (Tiago 1:25).
A graça perdoadora – “O que encobre as suas transgressões, jamais prosperará , mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia”. Prov. 28:13.
A graça perdoa o transgressor arrependido, aquele que ao descobrir que pecou, procura corrigir-se. Se quebrantava a lei, não deve mais fazê-lo, mas deixar a transgressão, para alcançar a misericórdia conforme entender da graça do Eterno.
A graça não abole a lei, antes a confirma e a estabelece. Rom. 3:31 – “Anulamos, pois, a lei, pela fé? Não, de maneira nenhuma, antes confirmamos a lei.
Portanto, lei e graça agem simultaneamente para beneficiar aquele que deseja ser salvo.
A lei existe e condena. A lei nos mostra o nosso pecado. Rom. 7:1 – “Porventura ignorais, irmãos, pois falo aos que conhecem a lei, que a lei tem domínio sobre o homem toda a sua vida?”.
Rom 7:7 – “Que diremos, pois? É a lei pecado? De modo nenhum. Mas eu não teria conhecido o pecado, senão por intermédio da lei; pois não teria eu conhecido a cobiça, se a lei não dissera: Não cobiçarás.
Rom. 7:8 - “Mas o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, despertou em mim toda sorte de concupiscência; Porque, sem lei, está morto o pecado.
Portanto, se eu cobiçar as coisas alheias, desejando possuir aquilo que não me pertence, estarei pecando. E, se furtar, estarei pecando também.
Continua a existir pessoas que furtam? E por que chamamos de furto? Porque é algo que está contrário ao que é correto; e sabemos que não está correto por causa da lei que diz: “Não furtarás”. Logo, para ter direito à graça, é necessário não transgredir a lei. Quem me fez saber que furtar é pecado? A lei.
Sem lei não há graça.

A graça não salva da condenação da lei, habilita-nos a viver em harmonia os preceitos do Eterno, com a norma divina. Uma não contradiz a outra.
As duas começaram a atuar no Éden ao entrar o pecado; e agirão juntas até ao Éden restaurado, quando o pecado for eliminado. Os judeus erraram, porque queriam ser salvos pela obras da lei; os atuais cristãos erram de modo igual, porque querem ser salvos somente pela graça, sem a lei. Unam-se a duas e o resultado será maravilhoso para a vida cristã. “Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” 1 Jo 1: 8 e 9.
Ora, sabemos que o temos conhecido por isto: se guardamos os seus mandamentos. Aquele que diz: Eu o conheço, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade.”1 Jo 2: 3 e 4.
Portanto, despojando-vos de toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei com mansidão a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar as vossas almas. Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Mas aquele que considera atentamente na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar.” Tg 1: 21, 22 e 25.

Que o Altíssimo nos Abençoe.